Vende-se

A vida tem momentos que não controlamos. Estou a viver um deles.

Abri uma empresa, como vocês sabem, e agora, por uma má decisão, terei que terminar este sonho. Quis muito ter o meu próprio negócio, ser dona do meu tempo e ajudar quem precisasse e estivesse disposto a trabalhar. Agora, tudo isso vai acabar e tenho que vender a sede da empresa, que é também a casa de infância do meu marido. É triste, mas o caminho é em frente e eu não desistirei facilmente por causa de um percalço.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>