Estou exausta, triste, aflita com a minha vida. O cancro, a minha empresa, o meu casamento e a minha família. Sinto-me a entrar num abismo. Parece-me o fim de tudo.

Preciso de descansar e de ver a minha vida em perspectiva, tentar descobrir o caminho.

Medo

Penso muito no que me está a acontecer. Estava tão longe desta realidade, longe do que seria a vida de uma pessoa doente.

Tento manter-me alerta e sorrio para enfrentar os dias, mas há momentos em que o medo impera.

Sei que tenho que ser forte.

mariana 2