Iguais

Somos todos iguais. Uns mais bravos que outros, mas somos todos iguais. Fome, sede, frio, calor, amor, medo, tristeza, saudade, somo infindáveis. E todos iguais.

Medo. Hoje sinto medo. Estou assustada com o que possa acontecer. Acordei com um aperto no coração e pensar em tudo o que poderá correr mal.

Tenho acreditado, ao longo destes meses, que o cancro não seria a minha sentença de morte. Mas… e se for?

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>