Conversas #5

Nunca pensei que o cancro me pudesse apanhar. Claro que sabia que poderia ser uma possibilidade. Tenho um corpo, tenho órgãos, tenho células, sou humana, portanto. Evidente que tudo poderá acontecer-me.

E apanhou-me. Fiquei triste, revoltei-me, zanguei-me. No final das contas, decidi aceitar e lutar. Como foi com vocês?

 

Mariana

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>