Dia 15 de Setembro

Hoje é o Dia Internacional do Linfoma.

Desde que tenho o cancro que estou mais sensível a estas questões. É verdade, quando estamos bem, fortes e saudáveis, nem sempre pensamos nas doenças e muito menos nos imaginamos a combatê-las ou a viver com elas.

Vejam o vídeo que aqui partilho e estejam atentos:

 

Não conseguimos evitar o cancro, mas podemos tentar apanhá-lo a tempo. Estejam atentos.

Saber desistir

Para mim, insistir numa relação podre não traz nada de bom. Nada. Não vale a pena e é preciso saber desistir. Talvez “desapegar” seja o verbo correcto e é preciso aprender a fazê-lo. Bem sei que é mais fácil dizer do que fazer, mas tentem… Não fiquem presas a um homem que vos desconsidera, desrespeita, que só vos quer como se de um objecto se tratassem. Ganhem coragem e mudem a vossa vida.

 

Mais

Mais uma Mulher corajosa e determinada a trabalhar comigo. Sei que comprarei uma guerra, mas não poderia deixar de ajudar e de acreditar numa pessoa que quer, realmente, melhorar a sua vida. Cá estarei para a ajudar e para lhe dar a orientação correcta.

Ando exausta. Parece que tudo acontece ao mesmo tempo, tanto o que é bom como o que é mau. Mantenho-me (ou faço por isso) alerta e tento focar-me nas questões práticas. É complicado, principalmente quando estou tão cansada.

Dia após dia, é assim que tento viver.

 

(até já)

Cancro da mama (ainda)

“O tratamento do cancro da mama inicia-se, habitualmente, pela cirurgia. O procedimento cirúrgico utilizado para o tratamento do cancro da mama deve incluir a abordagem da mama e da axila. Para a mama pode ser de duas naturezas:

Cirurgia conservadora – é removido o cancro e parte da mama, mantendo-se a mama restante afetada; geralmente o cirurgião remove igualmente os gânglios linfáticos da axila. No caso de cirurgia conservadora (também chamada tumorectomia ou quadantectomia) a mulher fará radioterapia subsequente.

Mastectomia – é removida a mama na sua totalidade; geralmente o cirurgião remove igualmente os gânglios linfáticos da axila; Caso seja a vontade da mulher, e o seu caso clínico o permitir, no mesmo procedimento cirúrgico da mastectomia, pode ser feita de imediato a reconstrução da mama por um cirurgião plástico. O tipo de reconstrução mais indicado varia conforme a idade, a fisionomia da mulher e o tipo de tratamento cirúrgico que foi utilizado para o cancro da mama, podendo ser utilizadas próteses mamárias ou tecido de outra parte do corpo da mulher. A abordagem da axila pode ser feita pelo esvaziamento – remoção de todos os gânglios da axila ou pela técnica do gânglio sentinela.

Pesquisa de gânglio sentinela - Caso o cancro da mama se confirme, será necessário fazer uma pesquisa do chamado gânglio sentinela, que consiste na identificação do gânglio linfático do território ganglionar mais próximo da lesão para o qual o cancro poderá ter invadido. Para se encontrar este gânglio linfático e perceber se ele foi envolvido pelo cancro da mama injecta-se um corante no local de lesão, sendo o gânglio a retirar aquele para onde o contraste vai. Esta pesquisa é feita no caso de não haver evidência de envolvimento ganglionar pelo cancro à partida. O gânglio retirado será analisado pela Anatomia Patológica, e caso se confirme a presença de cancro, será necessário retirar todos os gânglios desse território ganglionar, procedimento denominado por linfedenectomia.”

(in Oncologia Cuf)

No meu caso, a primeira fase de tratamento passou pela quimioterapia e a cirurgia é o que se segue. O meu médico conversou comigo e explicou-me que vamos avançar. Lá vou eu entrar num bloco operatório, vestir batas hospitalares, despir-me, submeter-me a agulhas, seringas, balões de soro e afins. Será por uma causa maior? Será que esta cirurgia vai salvar-me?

Tenho medo.

Cancro da mama

“O cancro da mama é o tumor maligno mais frequente da mulher. A sua incidência na Europa ocidental é de 90 novos casos por ano em cada 100.000 habitantes e em Portugal é semelhante. O principal factor de risco para o desenvolvimento desta doença é a idade – a incidência da doença mais que duplicar a partir dos 50 anos, passando a 200 casos por ano em cada 100.000 habitantes. A incidência desta doença tem aumentado ligeiramente. Pensa-se que este aumento se deve a um aumento dos casos diagnosticados pela prática disseminada do rastreio por mamografia e menos por alterações do estilo de vida das mulheres.

A mortalidade por cancro da mama é baixa, ou seja, esta doença tem um bom prognóstico. Cerca de 85% das mulheres com cancro da mama estão bem cinco anos após terem estado doentes. Este número é muito bom no contexto geral do cancro. Contudo, devido à alta incidência, esta doença é a principal causa de morte de mulheres por cancro. A mortalidade por cancro da mama tem baixado de modo contínuo e consistente, atribuindo-se este fenómeno quer ao rastreio que permite o diagnóstico de carcinomas em estadios cada vez mais precoces, quer ao tratamento.”

(in Oncologia Cuf)

Mais uma sessão de quimioterapia. A última? Talvez. Tenho medo da cirurgia e do resultado. Não consigo imaginar o meu corpo depois da operação, mas se isso salvar a minha vida, então, será a escolha acertada.

O meu casamento já viu dias melhores e começo a ficar muito preocupada com as consequências deste segredo. Ainda assim, insisto em manter a minha família protegida deste monstro. Não quero que sofram e só desejo que tudo passe depressa.

Sempre os ciúmes

Não há necessidade de contaminar uma relação com ciúmes que corroem, que nos magoam, que podem até precipitar o fim. Não é mesmo necessário.

Sei que tens medo, amor, e crias histórias na tua cabeça que não têm fundamento. Sossega. Amo-te muito e garanto-te que nada mudará o que sinto.

 

Ainda a amizade…

Todos erramos. Todos temos direito à oportunidade de redenção. Foi essa a decisão que tomei e vou dar uma oportunidade a uma colaboradora, que cometeu um grande erro, é certo, mas considero que ela merece tentar corrigir o que fez.

Penso que não estou enganada em relação à sua força de vontade e à sua capacidade de sacrifício. vamos ver. Eu acredito!

Amizade

Normalmente, não ignoro um pedido de ajuda e, desta vez, não foi excepção. Ajudo como posso, não importa a hora nem o lugar. No entanto, e considerando que sou uma pessoa assertiva e ponderada, não deixo de partilhar o que penso ou de aconselhar.

Sei que ajudei mais uma amiga e espero, sinceramente, que ela consiga construir a vida que tanto deseja.

 

(até já)

Segredo

Segredo representa confiança e honestidade. A minha atitude é essa quando me pedem para guardar um segredo e é o que espero quando partilho as minhas confidências.

Confio em ti, minha querida, e acredito no teu apoio incondicional. Obrigada.