Dias

Exausta.

Tento manter-me animada e a olhar para a vida em perspectiva. Há momentos em que é possível e há momentos em que não.

A cirurgia aproxima-se e tenho medo. O médico tenta manter-me optimista, mas não consigo descansar, estou apreensiva.

Há por aí alguém que esteja a viver, ou tenha vivido, um momento destes?

 

 

Tempos difíceis

Tempos que não dão tréguas. É uma luta atrás de outra. Às vezes, parece que estou a chegar ao limite, mas espero sempre que o dia seguinte me traga esperança e harmonia. Acredita, acredita, acredita – é o que digo constantemente a mim própria.

E a cirurgia aproxima-se e os nervos começam a crescer.

Incerteza

Procuro a força no trabalho, na minha filha, no meu marido que, apesar de tudo, continua a meu lado.

Sinto-me frágil.

Queria ver-me ao espelho e voltar a ver a mesma Mariana de antes do cancro. Sei que não é possível e tento todos os dias aceitar quem sou agora. Mas hoje, hoje está a ser especialmente complicado.

Amanhã será um dia melhor. Espero.

Opções certas

Cá estou. Mais um dia de luta. Sei que não estou sozinha.

Todas as pessoas têm características próprias, defeitos, feitios, qualidades, capacidades, etc. Somos seres completos. Agimos de acordo com as nossas ambições, vontades, desejos e, até, consoante os nossos medos e os nossos terrores. O fundamental será seguirmos o nosso coração para trilharmos um caminho, para nós, seguro e de consciência tranquila. Será que tenho feito as opções certas?

Hoje sinto-me cansada e começo a ficar ansiosa com o aproximar do dia “C”.

 

 

Amor

Cada vez que me vejo ao espelho, vejo uma mulher diferente. Mais cansada, velha, feia, doente. Por dentro continuo a ser a mesma mulher, a ter os mesmos sonhos e desejos, a amar da mesma forma. Continuo a viver, ou a tentar viver, com a mesma intensidade e dedicação. Se há falhas, se falho, é mesmo por não conseguir fazer melhor, porque o meu esforço é exactamente o mesmo.

Admito que começa a ser complicado equilibrar o barco e começo a ceder…

 

Amor, amo-te tanto. Tanto.

Brilhante!

Eu sabia que ela seria brilhante. Tentei dificultar e criar uma situação chata, mas ela superou os obstáculos. Brilhante! Fico muito satisfeita e, mais uma vez, o meu instinto estava certo. Tem tudo para correr bem.

Bem-vinda, C.!

 

 

Educar

Educação é igual a independência. Não me refiro a boas maneiras, mas sim a formação académica. A formação permite-nos explorar caminhos profissionais que nos darão independência. É este o espírito que tento partilhar com as minhas colaboradoras e, agora, tenho a oportunidade de ajudar mais uma amiga.

Força, C. Estás no caminho certo!

Prevenção

«Podemos prevenir o cancro da mama? 

Prevenção primária é o conjunto de ações que visam evitar a doença na população, removendo os fatores causais. São exemplos a vacinação, não fumar ou ações para prevenir a infeção por VIH (preservativos, seringas descartáveis). Infelizmente para o cancro da mama, ainda não temos medidas da prevenção primária porque não sabemos as causas da doença. Por isso, promovemos um estilo de vida saudável para tentar reduzir os fatores de risco.

Prevenção secundária é o conjunto de ações que visam o diagnóstico, o tratamento e a limitação de danos logo que surgir uma doença. Um exemplo é o rastreio do cancro da mama para melhorar a deteção precoce.»

(em Laço)

 

Estejam atentas ao vosso corpo. Se surgir alguma dúvida, contactem imediatamente um médico.

Salvem a vossa vida.